Doenças cardíacas: causas e prevenção

É verdade! A doença cardíaca é a causa de morte número 1 nas mulheres. Ainda assim, apenas 1 em cada 5 mulheres americanas acredita que as doenças cardíacas são sua maior ameaça à saúde.

Veja Amy Heinl, por exemplo, uma ávida corredora de maratonas e adepta do fitness. A doença cardíaca era a coisa mais distante de sua mente – até que ela desmaiou durante um treino de manhã cedo. Seguiu-se um diagnóstico de doença cardíaca, que a pegou completamente de surpresa.

“Eu realmente não conseguia acreditar que isso aconteceu comigo”, diz Amy. “Eu me considerava uma pessoa saudável e fazia exercícios quando isso aconteceu. Eu realmente acreditava que havia distendido um músculo”. 

A verdade é que as mulheres têm menos probabilidade de ligar para o SAMU quando apresentam sintomas de um ataque cardíaco. Simplesmente não lhes ocorre fazer isso. E por que seria? Um dos fatores que podemos levar em consideração é o fato de que a maior parte da atenção da mídia sobre a doença está voltada para os homens.

Epidemiologia:

  • A doença cardíaca causa a morte de 1 em cada 3 mulheres a cada ano, matando aproximadamente uma mulher a cada minuto.
  • 90% das mulheres têm um ou mais fatores de risco para desenvolver doenças cardíacas.
  • Desde 1984, mais mulheres do que homens morreram a cada ano de doenças cardíacas e a lacuna entre a sobrevivência dos homens e das mulheres continua a aumentar.
  • Os sintomas das doenças cardíacas podem ser diferentes nas mulheres e nos homens e muitas vezes são mal interpretados.
  • Enquanto 1 em 31 mulheres americanas morre de câncer de mama a cada ano, 1 em cada 3 morre de doença cardíaca.

É hora de se concentrar em encontrar e se tornar a solução. Aqui está o que você precisa saber sobre as causas das doenças cardíacas e as maneiras de evitá-las.

O que causa doenças cardíacas?

A doença cardíaca afeta os vasos sanguíneos e o sistema cardiovascular. Inúmeros problemas podem resultar disso, muitos dos quais estão relacionados a um processo denominado aterosclerose, uma condição que se desenvolve quando a placa se acumula nas paredes das artérias. Esse acúmulo estreita as artérias, tornando mais difícil o fluxo do sangue. Se um coágulo de sangue se formar, ele pode interromper o fluxo sanguíneo. Isso pode causar um ataque cardíaco ou derrame.

Mas não termina aí. As doenças cardíacas também podem assumir muitas outras formas:

  • Insuficiência cardíaca ou insuficiência cardíaca congestiva: isso significa que o coração ainda está funcionando, mas não está bombeando o sangue tão bem quanto deveria ou recebendo oxigênio suficiente.
  • Arritmia ou ritmo cardíaco anormal: isso significa que o coração está batendo muito rápido, muito lento ou irregularmente. Isso pode afetar o funcionamento do coração e se o coração é capaz de bombear sangue suficiente para atender às necessidades do corpo.
  • Problemas de válvula cardíaca: isso pode fazer com que o coração não se abra o suficiente para permitir o fluxo sanguíneo adequado. Às vezes, as válvulas cardíacas não fecham e o sangue vaza, ou os folhetos das válvulas incham ou prolapso na câmara superior, fazendo com que o sangue flua para trás através deles.

Como posso evitar isso?

Muitas coisas podem colocá-lo em risco de ter esses problemas – algumas coisas você consegue controlar e outras que não consegue. Mas a principal lição é que, com as informações, educação e cuidados corretos, as doenças cardíacas nas mulheres podem ser tratadas, prevenidas e até mesmo eliminadas.

Estudos mostram que escolhas saudáveis ​​resultaram em 330 mulheres a menos morrendo de doenças cardíacas por dia.

Aqui estão algumas mudanças no estilo de vida que você deve fazer:

  • Não fume
  • Gerencie seu açúcar no sangue
  • Mantenha sua pressão arterial sob controle
  • Abaixe seu colesterol para evitar possíveis obstruções arteriais
  • Conheça a história da sua família
  • Fique ativo!
  • Tenha controle do seu peso, e caso seja necessários, perca uns quilinhos.
  • Tenha uma alimentação saudável

Gostou desse post? Leia também:

Doenças comuns nas mulheres

mileblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo